O Aberto da Irlanda do Norte acaba amanhã

O'Sullivan vai jogar contra Trump de novo

O aberto da Irlanda do Norte (Northern Ireland Open) termina amanhã (22 de novembro). Ronnie O'Sullivan venceu todas as seis partidas para garantir o seu lugar na final. Esta é a terceira vez em que ele chega na final deste evento nos últimos três anos. O'Sullivan foi o vice-campeão duas vezes nos últimos dois anos. E quem foi o seu algoz? Judd Trump. Esta foi a sua melhor campanha em um campeonato nesta temporada. Até então, ele havia perdido para os seguintes jogadores nas fases iniciais das competições:

  • Aaron Hill (European Masters)
  • Matthew Stevens (English Open)
  • Mark Allen (Champion of Champions)

O'Sullivan teve que superar alguns obstáculos para chegar na final. Na segunda rodada, ele ganhou sua primeira partida contra o profissional Elliot Slessor. Eles haviam se encontrado duas vezes antes e Slessor venceu em ambas as ocasiões. Na terceira rodada, O'Sullivan teve a sua vingança contra Stevens, que o havia derrotado há aproximadamente um mês.

A quarta rodada foi um jogo de dar água na boca contra Thepchaiya Un-Nooh, o qual O'Sullivan venceu por 4-2. O destaque da partida foi um tremendo de um contra-ataque por parte de O'Sullivan: Un-Nooh havia feito uma tacada de 66 e O'Sullivan respondeu com uma tacada de 70 para ganhar o frame 5. Nas quartas-de-final, uma partida contra Ding Junhui o esperava. Ding havia perdido apenas dois frames no torneio e como esperado continuou jogando bem nos primeiros dois frames e estabeleceu uma liderança de 2-0. Foi então que o chinês começou a errar. O'Sullivan capitalizou sobre os erros do adversário e a partir daí desencantou para ganhar os próximos 5 frames e garantir a vitória.

A semifinal de hoje foi contra Ali Carter, que abriu uma vantagem de 3-1 no placar antes do intervalo. Foi difícil de assistir o jogo até aquele momento, pois ambos os jogadores estavam errando com frequência, até que O'Sullivan acordou para o jogo e venceu os próximos 5 frames que seguiram para assim garantir mais uma vitória. O'Sullivan venceu o último frame com classe, lançando um magnífico contra-ataque com muitas bolas defendidas na mesa; ele fez uma "limpeza" de 59 pontos para ultrapassar os 49 pontos de Carter no placar.

O outro jogador a conquistar uma vaga na final foi ninguém menos do que... o atual campeão Judd Trump! E sim, nós iremos assistir a terceira final do Aberto da Irlanda do Norte entre os mesmos jogadores pelo terceiro ano consecutivo! Esta será a final mais épica da temporada até agora (na minha opinião). O campeão mundial de 2019 e número 1 do mundo contra o atual campeão mundial e número 2 do mundo.

Trump chega em sua segunda final na temporada

Trump é o jogador mais consistente da temporada até agora. Ele venceu o Aberto da Inglaterra há algumas semanas, chegou à final da Championship League, à semifinal do Campeão dos Campeões, e à semifinal do European Masters. Trump perdeu para Kyren Wilson, Mark Allen e Martin Gould nesses eventos.

O atual campeão derrotou Gerard Greene e Gao Yang confortavelmente nas duas primeiras rodadas, fazendo três tacadas centenárias na partida contra Yang, incluindo uma sublime tacada máxima no frame 3. Na terceira rodada, no entanto, Luca Brecel liderava por 3-2 e teve oportunidades de fazer uma tacada vencedora, mas não aproveitou, permitindo a Trump uma virada.

O número 1 do mundo nunca mais foi ameaçado nas três partidas que se seguiram. Ele teve sua vingança contra Martin Gould, além de vencer Scott Donaldson ontem e David Grace hoje na semifinal. Eu tenho o maior respeito por todos os jogadores do circuito, mas tanto Donaldson quanto Grace estavam jogando contra uma locomotiva e não foram capazes de reproduzir o tipo de sinuca que os trouxe até as fases finais deste torneio. Grace fez uma única tacada de mais de 50 pontos hoje, o que não é suficiente para competir com Judd Trump.

Se Trump ganhar amanhã, ele terá seu quarto título da série Home Nations. Ele já venceu o Aberto da Inglaterra nesta temporada e o Aberto da Irlanda do Norte em 2018 e 2019. Se O'Sullivan vencer, este será seu segundo título da série Home Nations (ele venceu o Aberto da Inglaterra em 2017 jogando uma belíssima sinuca durante todo o evento). Não faço ideia de quem vai ganhar a final, mas Trump é o favorito porque sua sede por títulos é incomparável. E do meu ponto de vista, Trump é o melhor jogador do mundo no momento. Por outro lado, O'Sullivan é uma lenda do esporte, mas ele terá que dar seus pulos logo no começo da partida. O'Sullivan precisará jogar em um nível que se assemelhe à sinuca que ele mostrou contra Niel Robertson na final do Players Championship em 2019. Simplificando, este será um confronto de titãs. Trump é insanamente talentoso e está no auge de seus poderes, mas O'Sullivan tem um dom muito especial e sempre será capaz de surpreender.

E não vamos esquecer que não haverá lacunas no calendário do circuito, já que o UK Championship começa na próxima semana. Isso significa que quem perder amanhã não terá tempo de se lamentar. O perdedor terá que lamber suas feridas bem rápido e voltar mais forte para o primeiro torneio da Tríplice Coroa da temporada, que definirá os 16 melhores jogadores que poderão jogar no segundo torneio da Tríplice Coroa da temporada: The Masters.

Crédito das imagens: wst.tv